Home Física I -- (nivel medio-sup) Como estudar corretamente os movimentos
Como estudar corretamente os movimentos PDF Imprimir E-mail
Dom, 12 de Setembro de 2010 12:06

Basicamente o programa do 1º ano do ensino fundamenta-se no estudo dos movimentos. Estes movimentos podem ser estudados de duas formas:

1) Descritivamente - que aborda pratimente o estudo de cinemática onde os movimentos são analizados algebricamente ou por gráficos. Nos gráficos podemos aprofundar temas onde pelas equações não era mais possível estudar. Por exemplo, as equações que dispomos a nível de ensino médio não contemplariam o estudo de situações onde a velocidade não variam uniformemente, mas apenas quando a velocidade varia dando origem a uma aceleração com módulo constane.

2) Com conhecimento das forças atuantes - É o estudo de dinâmica por completo ou qualquer outra parte onde haja a presença de força. Tudo se resume em dois assuntos:

a) a aplicação das leis de newton - precisamos identificar cada força atuante no corpo de massa qualquer  e somá-las vetorialmente ou analizar os seus efeitos com base nas referidas leis.

b) as leis de conservação: depende 100% do conhecimento prévio das forças que atuam no móvel ou no sistema de corpos.

• a conservação a da energia - a conservação da energia mecânica e a conservação da energia em geral. É obrigatório identificar as forças atuantes e distinguí-las entre conservativas e  não conservativas (dissiapativas).

a conservação do momento linear - estuda as interações entre partículas do sistema como choques, empurrões, disparos, puchões e outros. É obrigatório identificar as forças atuantes e distinguí-las entre internas ou externas ao sistema que estamos considerando.

O que resta destes dois grandes temas no estudo dos movimentos é apenas consequência e nada mais importante. Se o estudo não tiver como foco este alicerse, teremos um estudo onde o assessório está ocupando o lugar do principal e as consequências, em termos de resultados, já é previsível.

 

Última atualização em Qua, 11 de Janeiro de 2012 17:22